segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Relatório da FLIM 2017

Apresentação

A FLIM - Festa Literária de Santa Maria Madalena é realizada todo ano desde 2010. Sempre no último fim de semana de agosto, oferece dezenas de atrações culturais gratuitas, no centro histórico da cidade. É promovida pela Associação Pró-Cultura de Santa Maria Madalena, entidade da sociedade civil, em parceria com o poder público municipal (Executivo e Legislativo) e o comércio local.  

Este Relatório apresenta os resultados da 8ª FLIM, que se realizou de 25 a 27 de agosto de 2017 e homenageou a escritora Ana Maria Machado. 

A avaliação da edição 2017 mostra que conseguimos atingir os objetivos traçados no ano anterior. Como se verá a seguir neste Relatório, conseguimos cumprir o objetivo específico de aumentar o envolvimento da sociedade civil e do comércio madalenenses na produção do evento. Destacam-se, nesse sentido, a criação do grupo Jovens Voluntários, que mobilizou e organizou estudantes para trabalharem na organização da FLIM; e a consolidação de um projeto de arrecadação de recursos iniciado no ano anterior, o "Comércio Amigo da FLIM".

Tudo isso nos permitiu continuar avançando na direção de nossos objetivos estratégicos: 1) aumentar continuamente a qualidade do conteúdo oferecido; 2) aprofundar o intercâmbio cultural com outros municípios do Estado do Rio de Janeiro e outros estados; 3) propiciar inclusão social através do acesso à cultura; 4) contribuir para o desenvolvimento do turismo em Santa Maria Madalena; e 5) ampliar a presença de Santa Maria Madalena no mapa cultural e turístico do estado do Rio de Janeiro.

Agradecemos a todos que, dentro e fora de Santa Maria Madalena, contribuíram com trabalho voluntário, doações e/ou com sua presença para o sucesso da  FLIM 2017.

Santa Maria Madalena, 30 de outubro de 2017

Nelson Neves Saraiva – Presidente da Associação Pró-Cultura de Santa Maria Madalena
Marcelo Freixo Lima – Secretário Municipal de Educação, Esporte e Cultura
Rogério Botelho – Presidente da ACIAM (Ass. Ind., Com. e Agropecuária de Santa Maria Madalena)

O público

Com uma extensa área de 800 km2, Santa Maria Madalena tem uma população de 10 mil habitantes, dos quais 50% na zona urbana. Os moradores da área rural espalham-se em seis distritos, a maioria ligados à sede por estradas de chão e a até 60 quilômetros de distância. 

Os habitantes da área urbana, como de hábito, compareceram em peso à FLIM 2017, participando entusiasticamente das mais de 60 atividades oferecidas. Além disso, como em todas as edições anteriores, a Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura estimulou e facilitou a participação dos alunos e professores da rede municipal de ensino, fornecendo-lhes alimentação e transporte durante o evento. Assim, mesmo os estudantes e mestres  que moram nas mais distantes áreas rurais do município, puderam participar. Além de apresentarem ao público os trabalhos que produziram em sala de aula, sobre a vida e a obra da homenageada Ana Maria Machado, tiveram oportunidade de assistir aos debates, palestras, shows e exposições que integraram a programação. 

O afluxo de turistas e visitantes foi surpreendente. Apesar da crise econômica que afeta o país, a rede hoteleira de Santa Maria Madalena teve 100% de ocupação. Para atender a demanda excedente, moradores abriram suas casas para parentes e amigos e alugaram quartos para turistas retardatários.  

Entre as cidades de origem dos turistas e dos visitantes de um dia estão: Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Macaé, Conceição de Macabu, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Carapebus, Campos dos Goytacazes, São Fidélis, Itaocara, Aperibé, Cantagalo, Cordeiro, Macuco, São Sebastião do Alto, Trajano de Moraes, Bom Jardim, Nova Friburgo e Petrópolis. 


Resultados econômicos

A FLIM não tem finalidade lucrativa. Os ganhos econômicos são avaliados por seus efeitos sobre o movimento e faturamento dos comerciantes e prestadores de serviços madalenenses. Em 2017, como a acontece desde a segunda edição, em 2011, os estabelecimentos em ligação direta com o turismo, como hotéis, pousadas, bares, restaurantes, lojas de souvenir e seus respectivos fornecedores, confirmaram a FLIM como o segundo evento do calendário turístico-cultural gerador de faturamento no município, sendo o primeiro o Carnaval.   

Essa percepção contribuiu para o sucesso da iniciativa "Comércio Amigo da FLIM

Em outubro de 2017, confirmando a expectativa de que a FLIM viria a servir de modelo para novos eventos turístico-culturais na cidade, o comércio local, em parceria com a Prefeitura Municipal, realizou a 1ª Festa da Mandioca de Santa Maria Madalena, um festival de gastronomia e cultura popular que teve grande sucesso de público e de faturamento para os bares e restaurantes participantes.


Resultados educacionais e culturais
A criação do grupo Jovens Voluntários da FLIM, um projeto longamente acalentado pelos organizadores do evento, foi finalmente conquistada em 2017. Duas dezenas de moças e rapazes, estudantes do ensino médio e superior, participaram ativamente da produção da FLIM. Orientados por voluntários mais experientes na organização do evento, os jovens desempenharam diversas tarefas operacionais antes, durante e após a festa.Todas foram tarefas de extrema importância para o sucesso do evento: da montagem e desmontagem de tendas à recepção e orientação dos visitantes; da produção de cenários e figurinos à apresentação de palestrantes e artistas; e da cobertura fotográfica para posterior divulgação da festa à produção de críticas e sugestões para as próximas edições.

Dos muitos impactos culturais da edição 2017, vale destacar o papel que a FLIM teve na divulgação,  da obra adulta de Ana Maria Machado na região. Considerada uma das principais, se não a principal, autora brasileira contemporânea de livros para crianças, a escritora tem também uma importante obra adulta, de romances e ensaios sobre cultura, história e literatura, que a FLIM se propôs - e conseguiu - apresentar ao público local, abrindo assim novos horizontes para todos os envolvidos.

O futuro

Mantendo-se fiel a seu princípio de não depender completamente de recursos públicos de qualquer esfera de governo, o desafio da FLIM continua a ser o de ampliar e diversificar suas fontes de recursos financeiros e de mão-de-obra voluntária. 

Portanto, para 2018, continuaremos a nos apoiar no tripé Pessoas Físicas/Empresas/Poder Público, buscando esse apoio na forma de horas de trabalho não remunerado, patrocínios, doações de recursos materiais (como transportes, serviços gráficos, serviços de alimentação e hospedagem, materiais de decoração e outros).  

Em relação ao trabalho voluntário, buscaremos consolidar a participação dos jovens estudantes iniciada em 2017 e estimular uma participação mais efetiva da população mais velha, sobretudo os aposentados. Acreditamos que o estímulo ao trabalho voluntário tem dois aspectos igualmente positivos e que se retroalimentam. De um lado, a mão-de-obra voluntária contribui para a continuidade do evento. De outro, no caso dos jovens, eles ganham treinamento e acumulam experiências que serão vantajosas para sua inserção futura no mercado de trabalho. No caso dos mais velhos, em especial os aposentados, lhes dá a oportunidade de se manterem produtivos, contribuindo para o bem comum. 

A FLIM 2018 – IX Festa Literária de Santa Maria Madalena se realizará em 24 a 26 de agosto de 2018.



Nenhum comentário:

Postar um comentário