quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Teatro, pedagogia, poesia: mulheres em destaque

Mais atrações da FLIM 2017: No sábado, às 16 horas, o grupo de teatro Harmonia, dirigido pela atriz madalenense Marlene Freitas, traz a peça Fragmentos, baseada em textos de vários autores. Do elenco fazem parte Iris Corradi, Maria Elisa Caputo, Ryan Poubel, Ana Mara, Joana, Suellen, Angélica, Lucas, Carlos Alexandre, Arthur, Grazielly , Sabrina e Marlene. 

No mesmo dia, também às 16 horas, Cecília Pinheiro, professora na Escola Municipal Alto Independência, em Petrópolis, vai compartilhar a experiência do Projeto Independência, que está reconfigurando as práticas pedagógicas  na escola pública e em 2015 ganhou do MEC o prêmio de Inovação em Educação. 

Mariná Sarmento

E no domingo, a professora e escritora Vanda Salles, ativista cultural em São Gonçalo, faz palestra sobre a obra da poetisa madalenense Mariná Valentim de Moraes Sarmento (1909-2003), que às vezes se assinava Mariná do Brasil. A madalenense fez parte da geração de mulheres latino-americanas que se destacaram na criação de uma poética feminina e proto-feminista nas primeiras décadas do século 20. Entre elas, estão a uruguaia Juana de Ibarbourou (a Juana da América), a argentina Alfonsina Storni e a chilena Gabriela Mistral, prêmio Nobel de Literatura de 1945. Mariná  viajou pelo mundo, morou em várias cidades e morreu em Santa Maria Madalena. Seus livros mais conhecidos são Ânfora e Verão em Flor.

Horários:

Sábado 26 de agosto 
16h às 17h

Fragmentos  – Grupo de teatro Harmonia. Direção de Marlene Freitas. Casarão Dubois
Inovação na Educação: O caso do Projeto Independência. Sede da Euterpe

Domingo 27 de agosto
14h às 15h
Mariná do Brasil, mulher do século 21 – Palestra de Vanda Salles. Senhor Café.

Nenhum comentário:

Postar um comentário